Novo curso da AIC

Para quem acompanha o meio profissional da não-ficção, o panorama para o produtor não poderia ser melhor. De um mercado modesto, quase inexistente de 15 anos atrás, quando produzir era uma convicção pessoal, e nada mais, vive-se um estágio de multiplicação de oportunidades. Assiste-se documentários no cinema, na WEB, em Festivais, discute-se em bares, livros, sites, como nunca. “O Documentário é o meio por excelencia da discussão aprofundada de um tema da sociedade, atual ou passado” afirma Julio Wainer, sócio da AIC. Mas não é só: é também forma de expressão individual e coletiva, e um importante meio de difusão de informações relevantes da vida. Todas essas possibilidades estão contempladas nas várias oportunidades de financiamento para produção de documentários. Uma vertente mais autoral pode ser encontrada em editais públicos, promovidos por secretarias de cultura e TVs públicas, onde o realizador terá mais espaço de criação. No outro extremo, encontra-se Tvs como Discovery, History e outras, onde a tônica é a produção em duas partes – produtora e canal – sendo que o último acompanha (e discute!) cada passo da produção da série: pré-roteiro, roteiro, plano de gravações, decupagem etc. Pensando nesse novo momento da produção de documentários no país, a Academia Internacional de Cinema lançou um novo curso: “Documentário – Projeto”. Dá uma olhada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *