No tempo das telas: lançamento 26/3 em SP e 11/4 no Rio

Capa_tamanho_blog

Image

O livro “No tempo das telas: reconfigurando a comunicação” é um thriller científico, com oito personagens ficcionais que vivenciam experiências reais do nosso dia a dia conectado onde suas interrelações mediadas por telas acabam se tornando uma espécie de rizoma deleuziano, mas sem o peso didático. São cenas baseadas em fatos reais ou mesmo ficcionais, em coisas que aconteceram em parte com nós mesmos ou amigos, amigos de amigos, pedaços de diálogos entreouvidos na rua, enfim, o mundo multifacetado como ele é hoje.

Propomos mapear nossa relação diária com as telas, sejam de celulares, laptops, tablets e outros dispositivos. E como o uso de aplicativos como Twitter, WhatsApp, Facebook, Instagram e milhares de APPs  vem mudando a forma das pessoas se comunicarem e por consequência a Comunicação. A sociedade informacional, vislumbrada por Castells, tornou-se mais flexível, remixada e cheia de camadas do que pensávamos no final do século XX. É uma mistura do tempo líquido proposto por Bauman com as experimentações técnicas de Manovich e sócio-antropológicas de Latour. #Transitar torna-se, na nossa opinião, a melhor bússola desta primeira metade do século XXI.

Sobre os autores:
Pollyana Ferrari é doutora em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e consultora web em arquitetura da informação e mídias sociais. Há 25 anos atua no mercado editorial de TI, tendo dedicado os últimos 16 anos à internet. É professora da PUC-SP, PUC-RS, UCS, FAAP e Aberje, nos cursos de pós-graduação em Comunicação . Autora dos livros “Jornalismo Digital”, “Hipertexto, Hipermídia” e “A força da mídia social”, além de 11 participações em livros sobre Comunicação . Com a publicação da obra “Jornalismo Digital” (2003), torna-se uma referência no campo do jornalismo no suporte digital. A abrangência do seu estudo está presente em mais de 550 teses e artigos científicos, tornando-se bibliografia básica adotada nos cursos de Jornalismo e Publicidade no Brasil e em Portugal.

Fabio Fernandes  é escritor e tradutor. Professor da pós-graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) pela PUC-SP e Coordenador do curso de Mídias Digitais do Istituto Europeo di Design – IED São Paulo. É autor dos livros Interface com o Vampiro (Writers, 2000), A Construção do Imaginário Cyber (Anhembi Morumbi, 2006), Wild Mood Swings (Mojo Books, 2008) e Os Dias da Peste (Tarja, 2009). Traduziu cerca de cem obras entre livros e graphic novels, entre os quais Laranja Mecânica, de Anthony Burgess, VALIS e O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick. Fez parte da classe de 2013 da Clarion West
Writers Workshop, uma das mais conceituadas oficinas literárias dos Estados Unidos.

Uma ideia sobre “No tempo das telas: lançamento 26/3 em SP e 11/4 no Rio

  1. Polly, acompanho teu trabalho desde a época da faculdade e já li alguns dos teu livros, inclusive Jornalismo Digital.
    Venho pesquisando mais material acerca de mídias digitais no entanto nas livrarias da minha cidade e nas universidade que ministram o curso de comunicação – especialização Jornalismo não obtive sucesso. Encontrei no máximo 2 livros.
    E estou estudando para prestar um concurso público e optei pela área de jornalismo em mídias digitais.
    Encontrei no site da Livraria Cultura, o Ciberespaço de Pierre Levy. Mas não sei se esse livro em específico dele pode me auxiliar no momento atual.
    Seria possível entrar em contato com você via email?
    Fico no aguardo.
    desde já obrigada.

    limamiranda.mariana@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *