Manifestantes pró-Mubarak? Quem acredita nisso?

Desde ontem confesso que apenas duas vozes sensatas disseram que não existem manifestantes pró-Mubarak no Egito, discordando da cobertura da imprensa. Ricardo Boechat e Nilson Lage (@nilsonlage). É evidente que as imagens onde a mídia dizia ser manifestantes pró-Mubarak eram policiais à paisana, ladrões e presidiários soltos claramente contratados pelo governo. Depois de 30 anos de um regime autoritário, a totalidade do povo egípcio tem principalmente fome. Fome de emprego, fome de alimentos com preços justos, fome de salários justos e principalmente fome de políticas sociais. 

Convido-os a acompanhar a cobertura da TV Al Jazeera no Twitter (http://twitter.com/AJEnglish), pois tem sido uma das vozes mais sinceras. Também escrevi um artigo para Aberje (http://www.aberje.com.br/acervo_colunas_ver.asp?ID_COLUNA=463&ID_COLUNISTA=13sobre) sobre a geração Y árabe que compartilho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *