Avalanche informacional gera ansiedade

Até letra de música fica datada nesse tempo aflitivo. Diariamente nos deparamos com frases, cenas de filmes e músicas que ficam velhas rapidamente. A letra “Pela Internet”, de Gilberto Gil, por exemplo, traz tags como web site, disquete, e-mail, hot-link, videopôquer que já não são muito usadas. Aliás, os web sites estão com os dias contados, pois a substituição por fanpages no Facebook ou por página em outra rede social começa a ganhar força mundialmente. Logo, logo, acharemos graça que alguém ainda fale web site, como hoje achamos graça na palavra disquete. Gil fez referências tecnológicas em relação à internet, numa analogia ao primeiro samba gravado no Brasil em 1917 (Pelo Telefone) de Donga, quando lança, em 15 de maio de 2008, o álbum “Banda Larga Cordel” pela internet.

Se você ficou ainda mais ansioso, vai a dica de William Powers no livro “O BlackBerry de Hamlet”, que a partir de uma pergunta que fez a si mesmo, resolveu escrever o livro. “O que fazer quando sua vida se tornou extremamente superficial e guiada pela multidão? Como aquietar a mente agitada? (…) Os seres humanos adoram viajar para o mundo exterior. O impulso de conexão está em nossa essência. Mas é a viagem de volta, o retorno à individualidade e à vida que nos cerca, o que dá valor e significado diante da tela. A sabedoria está em aprender a desconectar”. Curta a letra da música!

Criar meu web site

Fazer minha home-page

Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleja …(2x)

Que veleje nesse informar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve um oriki do meu orixá
Ao porto de um disquete de um micro em Taipé

Um barco que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante da infomaré
Que leve meu e-mail até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer

Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tietes de Connecticut

De Connecticut de acessar
O chefe da Mac Milícia de Milão
Um hacker mafioso acaba de soltar
Um vírus para atacar os programas no Japão

Eu quero entrar na rede para contatar
Os lares do Nepal,os bares do Gabão
Que o chefe da polícia carioca avisa pelo celular

Que lá na praça Onze tem um videopôquer para se jogar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *